sexta-feira, 25 de maio de 2018

Vereador Eliúde diz que assumirá Secretaria Municipal de Obras

Foto: Reprodução Facebook.

Na manhã desta sexta-feira, dia 25, durante sessão da Câmara de Vereadores de Serra Preta, o vereador Eliúde Miranda (PT) declarou que deixará a casa para assumir a Secretaria de Obras e Serviços Públicos do município, substituindo o filho do prefeito Aldinho (PODEMOS), Igor Almeida, que será exonerado da pasta, após recomendação do Ministério Público da Bahia (MP-BA).

Eliúde é o primeiro suplente da coligação "A Hora da Mudança é Agora" e assumiu o mandato de vereador com a saída de Sérgio Moreira (PT) para assumir a Secretaria Municipal de Saúde.

Com a vaga na Câmara, caso Sérgio Moreira não retorne a casa, quem assume a vaga é o também petista Simão de Sabino, que teve 215 votos no último pleito eleitoral, consagrando-se como segundo suplente da coligação.

sábado, 12 de maio de 2018

Buraco na pista causa acidente na Estrada do Feijão

Foto: Junior Celulares.

Na manhã deste sábado, dia 12, por volta de 08h, um caminhão guincho (placa policial JMR-9709) e uma carreta (dados ignorados) se envolveram em um acidente na BA-052, popularmente conhecida como "estrada do feijão", no entroncamento de Serra Preta. 

Segundo populares, os carros seguiam sentido a cidade de Feira de Santana, e por conta de um buraco na pista, o motorista do guincho freou e a carreta bateu no fundo, arremeçando o guincho que capotou. O motorista da carreta e mais uma pessoa de ambos de dados iguinorados foram socorridos e levados ao Hospital Santo Antônio, no distrito de Bravo. O motorista do guincho ficou preso nas ferragens e precisou ser retirado pelo corpo de bombeiros, sendo levado em seguida também para o Hospital Santo Antônio. 

"Esse buraco já está aí há muito tempo e ninguém faz nada. Hoje teve esse acidente, graças a Deus não teve vítima fatal, mas a qualquer momento pode acontecer de novo", declarou um morador da região que presenciou o acidente.





quarta-feira, 9 de maio de 2018

MPT ajusta com prefeitura de Serra Preta entrega de protetor solar para garis


Foto: Reprodução Internet.

Um termo de ajustamento de conduta (TAC), assinado entre a Prefeitura de Serra Preta e o Ministério Público do Trabalho (MPT), vai garantir a distribuição de protetor solar para os garis que atuam na limpeza pública da cidade. O TAC foi assinado no último dia 2 de maio e traz outros benefícios para a categoria e mais deveres para o prefeito Rogério Serafim Vieira de Souza.

Além da entrega do protetor solar, tipo fator 15, a Prefeitura também deverá distribuir e fiscalizar entre os garis o uso de blusa de manga longa, calça, chapéu, óculos e capa de chuva.

O TAC também garante que todo fardamento utilizado pelos garis seja higienizado pela própria Prefeitura, de modo que seja proibido que esses trabalhadores levem a roupa suja para ser lavada em casa.

OUTRAS MEDIDAS

Os garis conseguiram outros benefícios com a assinatura do TAC. Eles também terão esquema de vacinação em dia, principalmente, no que se refere à proteção contra o tétano e hepatites virais.

O TAC garante, entre outras coisas, a realização de exames médicos, admissionais e periódicos, de acordo com os fatores de exposição aos riscos da atividade. 

Várias outras medidas foram asseguradas através do TAC firmado entre a Prefeitura de Serra Preta e o MPT. O transporte de garis ficou permitido em carrocerias de caçambas em até 10 km/h (servirá para jogar o lixo das ruas em cima do caminhão).

 Ficou proibido o deslocamento dos garis, mesmo em pequenos percursos, na carroceira de caçambas.

Em caso de descumprimento do TAC será aplicada uma multa no valor de R$ 30 mil, com relação a cada obrigação descumprida e com relação a cada constatação de seu descumprimento.

O termo de ajustamento de conduta foi assinado pela procuradora do Trabalho, Annelise Fonseca Leal Pereira, pelo advogado Tadeu Soares Andrade e o prefeito de Serra Preta Rogério Serafim Vieira de Sousa.

Fonte: Olá Bahia.

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Dois suspeitos de envolvimento na morte de Bruna Santana são liberados


Os dois suspeitos de participarem da morte da garota Bruna Santana Mendes, 16 anos, que foi encontrada morta dentro de um saco em fevereiro deste ano, no bairro Jardim Cruzeiro, em Feira de Santana, saíram do conjunto penal de Feira Santana na tarde desta quarta-feira (25), após o final do prazo das prisões temporárias, que haviam sido prorrogadas por mais 30 dias, totalizando 60 dias. Um terceiro suspeito continua preso, temporariamente.

As mães dos suspeitos Deividson Jorge dos Santos, 18 anos, e Eric Pereira Maciel, 20 anos, estavam na frente da unidade prisional esperando a saída deles. Os advogados deles também estavam aguardando a liberação.

Ailma Santana, mãe de Deivison, destacou que não há provas contra o filho e disse que ficou aliviada com a liberação dele. “Era uma acusação tão grave e se tivesse algo contra ele esses 60 dias em que ficou preso seria suficiente para comprometê-los. Ele passou por muito sofrimento por causa dessa acusação e não estou em um momento total de felicidade por causa de tudo que ele passou. Com fé em Deus e no trabalho da polícia, eles vão achar os verdadeiros culpados”, disse.

A mãe de Eric Maciel, Erenildes Nascimento Pereira, afirmou que os 60 dias em que o filho ficou preso, foram de sofrimento para toda a família. “Ele foi acusado injustamente. Sinto pela família da jovem que também está sofrendo e que seja encontrada a pessoa que fez essa maldade. Estava sem vê-lo e sem falar com ele há 60 dias e tudo que eu quero é abraça-lo. Na delegacia eu não podia vê-lo. Uma vez um policial ficou com pena e me deu 15 minutos para eu abraçar meu filho”, lembrou.

De acordo com o delegado Fabrício Linard, a prisão temporária que os suspeitos cumpriram teve natureza processual e o objetivo de facilitar a investigação, disponibilizando os suspeitos durante 24 horas para as autoridades policiais para qualquer questionamento e esclarecimento para a investigação. Além disso, a prisão temporária serve para evitar que os suspeitos atrapalhem as investigações. Linard explicou que vencendo o prazo, os suspeitos são soltos, já que não foram encontrados elementos que mostrem a necessidade da prisão ser convertida em preventiva.

Fonte: Acorda Cidade.

domingo, 15 de abril de 2018

Ranking dos Políticos: Bahia tem 13 deputados federais entre os piores


Entre todos os deputados federais da Bahia, 13 deles estão com pontuação negativa no Ranking dos Políticos. O pior é Luiz Caetano (PT) na 505º posição. Do pior para o “menos pior”, a ordem segue com Afonso Florence (PT), em 490º; Waldenor Pereira (PT), em 489º; Daniel Almeida (PCdoB), em 487º; Valmir Assunção (PT), em 481º, Jorge Solla (PT), em 471º; Bacelar (Pode), em 468º; Alice Portugal, em 454º; Davidson Magalhães (PCdoB), em 438º; Félix Mendonça Júnior (PDT), em 410º; Bebeto (PSB), em 409º; Irmão Lázaro (PSC), em 406º; e Nelson Pelegrino (PT), em 404º. Segundo informações do Correio, o ranking avalia as posições de acordo com presença, gastos com cota parlamentar, número de processos judiciais a que responde, atividade legislativa, formação universitária e filiação partidária. Na outra ponta, estão os deputados João Gualberto (PSDB), em 29º, José Rocha (PR), em 75º e Jutahy Júnior (PSDB), em 85º nas melhores posições entre os baianos. No Senado, Otto Alencar (PSD) ocupa a 21ª posição geral, Roberto Muniz (PP), a 50º, e a senadora Lídice da Mata (PSB) fica em posição negativa, no 74º lugar.

Fonte: Bahia Notícias. 

sábado, 14 de abril de 2018

"A eleição da Câmara foi um golpe", disparou Eliude Miranda

Na manhã da última sexta-feira, dia 13, a sessão da Câmara de Vereadores pegou fogo em Serra Preta, após os vereadores de situação serem pegos de surpresa com a eleição da mesa diretiva da casa. A eleição sempre era realizada no mês de Julho, no segundo período legislativo (segundo ano). Mas, em 2006, quando o ex-prefeito Adeil Figueredo Pedreira era o presidente da casa, houve uma mudança no regimento interno, onde a resolução 25/2006 prevê que a eleição da mesa diretiva deverá ser realizada na última sessão do primeiro período legislativo (última sessão do primeiro ano). O problema é que durante todo esse tempo a resolução não vinha sendo obedecida e as eleições aconteceram de maneira irregular. 

Ao tomar conhecimento deste erro, o vereador e presidente da comissão de constituição e justiça, Fabrício de Fidélis (PR), emitiu um parecer solicitando que o presidente Gilmar do Buraco D'água (MDB) corrigisse o erro realizando a eleição imediatamente. Segundo Fabrício, os trâmites legais foram obedecidos rigorosamente e o edital de convocação foi publicado no diário oficial da câmara no último dia 09 do mês em curso. Ainda segundo Fabrício, os vereadores não acompanham as publicações oficiais da casa e por este motivo não tomaram conhecimento da eleição com antecedência.


O assessor jurídico, Dr. Edmilson Azevedo foi a tribuna e disse que foi pego de surpresa com a eleição e que não comungava com tais atitudes. Edmilson ainda pediu exoneração do cargo durante a sessão. 

O nosso Blog procurou o vereador petista Eliude Miranda e conversou acerca do assunto. Eliude qualificou a eleição como um golpe e afirma que os vereadores rasgaram o regimento interno da casa em uma atitude viciosa. "Nós intitulamos esse processo viciado que aconteceu na câmara de vereadores como golpe, e não tem outra nome a dar. Os vereadores de oposição rasgaram o regimento interno. E isso acontece justamente no momento em que vivemos uma fragilidade muito grande na democracia brasileira, onde nós assistimos a constituição ser rasgada por aqueles que deveriam preservá-la. E aí, nos deparamos com a antecipação da eleição da câmara de forma inconstitucional e arbitrária", disse Eliude.  O petista ainda afirmou que a oposição não precisava agir dessa maneira, pois teoricamente eles contam com a maioria dos votos e, com certeza conseguiria a vitória de qualquer maneira.

Serrapretense sofre tentativa de assalto na estrada do feijão


Na madruga desta sexta-feira (13) o jovem serrapretense Leonardo Xavier, filho do ex-vereador Epifanio, sofreu uma tentativa de assalto na BA-052, conhecida como estrada do feijão. Leonardo saiu do distrito de Bravo, em Serra Preta, sentido a Feira de Santana por volta de 4:30 da manhã e foi interceptado nas proximidades do entroncamento de Anguera, por um veículo HB20 de cor braca e demais dados iguinorados. 


O jovem disse que foi mandado parar e como não obedeceu, os elementos dispararam seis tiros em sua direção. Leonardo se abaixou para não ser atingido e perdeu a direção do veículo, caindo em uma ribanceira. "Eu sair rapidamente do veículo e corri para o mato. O HB20 retornou, se aproximou do local onde o meu veículo estava e depois seguiu em direção a Feira", disse Leonardo. Ele informou que teve apenas alguns arranhões e que o carro sofreu pequenos danos.

A criminalidade aumentou bastante nos últimos anos nos estado, e no interior a situação é ainda pior, pois os criminosos aproveitam que o efetivo policial é pequeno e assim podem agir tranquilamente. 

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Assessor jurídico da câmara de vereadores pede exoneração durante sessão

Na manhã desta sexta-feira (13), durante a polêmica eleição da mesa diretiva da Câmara de Vereadores de Serra Preta, o então assessor jurídico da casa, Dr. Edmilson Azevedo, foi a tribuna para dar o seu parecer referente a eleição, mas o advogado surpreendeu a todos quando disse que não tinha conhecimento do que estava acontecendo e pediu exoneração do cargo.

"Eu quero pedir desculpas a todos, dizer que eu não dei parecer nenhum e que também fui pego de surpresa aqui hoje. Lhe peço desculpas senhor presidente, mas dessa situação eu não comungo e peço a minha exoneração neste momento", declarou Dr. Edmilson.

Após as declarações de advogado, o presidente da casa seguiu normalmente a sessão e iniciou a votação. E com 6 votos contra 5 abstenções, o vereador Gilmar do Buraco D'água garantiu sua reeleição a presidência da casa, em uma disputa com chapa única.

No término da apuração dos votos, o vereador Adilson do Jacu (PRB) disparou: "Seis votos de Gilmar, um golpe rasteiro e baixo", e ainda enfatizou: "Isso foi um golpe nunca visto na história desta casa".

Gilmar do Buraco D'água garante reeleição em sessão polêmica


Na manhã desta sexta-feira (13) aconteceu a eleição da mesa diretiva da Câmara de Vereadores de Serra Preta. Segundo o vereador e presidente da comissão de Justiça da Câmara, Fabrício de Fidélis (PR), a eleição da mesa diretiva vinha acontecendo de maneira errada, pois houve uma mudança no regimento interno desde 2006, quando o ex-prefeito Adeil Figueredo era vereador e presidente da casa.  A resolução 25/2006 prevê que a eleição deve acontecer na última sessão do primeiro período de legislatura. E no entendimento da assessoria da casa, a eleição deveria ter ocorrido em Dezembro de 2017.


Com 6 votos contra 5 abstenções, o atual presidente da casa, vereador Gilmar do Buraco D'água garantiu sua reeleição em uma disputa com chapa única. Votaram os vereadores: Gilmar do Buraco D'água, Roque de Vá, Professor Maizo, Maduro, Fabrício de Fidélis e Gilson do Tingiu. Se abateram os vereadores: Adilson do Jacu, Mário Gonçalves, Eliude Miranda, Pastor Magno e Romildo .

Confira como ficou a mesa:

Presidente: Gilmar Costa de Figueredo (Gilmar do Buraco D'água - PSDB).

Vice-presidente: Roque Luis Oliveira Almeida (Roque de Vá - MDB)

1° Secretário: Maizo Santos de Oliveira (professor Maizo - MDB).

2° Secretário: Antônio Marcos Lima Sacramento (Maduro de Serra Preta - PSL).

Após a votação, o clima esquentou na Câmara e revoltados, os vereadores de situação não se conformaram com a eleição, dizendo que foi um golpe. O Vereador petista Eliude Miranda chegou a utilizar termos inapropriados, quebrando o decoro parlamentar. Fabrício de Fidelis informou que vai pedir a cassação do mandato do petista.

Segundo a assessoria da Câmara, a eleição ocorreu dentro dos parâmetros legais e obedecendo as regras da casa. A assessoria ainda informou que a eleição foi publicada no diário oficial da Câmara, no último dia 09 deste mês.

Após a divulgação nas redes sociais, alguns internautas não concordaram com a eleição e terceram diversas críticas. O Bombeiro Militar Alexsandro Matos disse que não concorda com uma eleição feita às pressas e sem a devida divulgação.